O ENFISEMA SUBCUTÂNEO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Botão em Curso O ENFISEMA SUBCUTÂNEO

Mensagem por MARTÍN em Qui 26 Set 2013, 08:18

O ENFISEMA SUBCUTÂNEO


Vamos falar de uma Doença pouco conhecida pelo nome, mas que realmente existe. Também existe no meio humano com a designação de Enfisema Pulmonar e é muito conhecida no meio Veterinário em todos Animais.

O que é o ENFISEMA SUBCUTÂNEA.

Esta será aquela Doença que todos nós falamos uns com os outros, mas que pouco ou nada entendemos. A ave fica na totalidade inchado, papo cheio de AR, corpo cheio de AR com mais frequência na parte peitoral. Cientificamente não se pode considerar na realidade uma Doença, mas sim um acidente de percurso, e que pode descontrolar por completo o criador, que não sabe o que fazer e o porquê disto acontecer.

Por vezes no espaço de um dia, ou de algumas horas, uma ave de aspecto normal engorda mais do que deveria, pensamos nós, mas não será assim, ele INCHA por completo, em todas as partes do corpo, por vezes, excepcionalmente, só em algumas, o Papo, o Peito, a Cabeça, raramente o abdómen incha, onde alguns parecem uns autênticos balões acabados de encher.

Praticamente todos os Columbófilos já passaram por esta experiência, e este aumento de volume pode ser exagerado principalmente a nível do Papo, a Cabeça fica transformada em cabeça de Mocho e, por vezes, o próprio abdómen parece uma fêmea quando se encontra dilatada para fazer a sua postura.

Esta inflamação provém do tecido Conjuntivo Subcutâneo e algumas vezes Intramuscular, com entrada de AR procedente da rotura de um ou vários Sacos Aéreos danificados ou perfurados, com entrada de Suco Monolítico em excesso, o que origina esta inflamação.

Raramente esta Doença surge dos Pulmões ou dos Brônquios ou até da Traqueia, o que acontece em Aves de capoeira ou de gaiola.

O AR ao escapar-se do Saco Aéreo espalha-se e penetra em profundidade no tecido Conjuntivo Subcutâneo. Em geral este Enfisema não apresenta grande perigo para o Pombo se tivermos a preocupação de o tratarmos com delicadeza e com a medicação certa. Se a dilatação também não for exagerada, basta deixar o Pombo em repouso durante algumas Semanas num local isolado e esperar que o AR seja reabsorvido a pouco e pouco pelo próprio organismo.

Quando a dilatação é preocupante pode transformar o Pombo num pequeno boneco de AR, o que dificulta este de se alimentar e abeberar. Quando esta situação acontece tem que se eliminar o AR por meio de uma agulha de seringa completamente desinfectada para evitar qualquer contaminação.

Ao perfurar estes inchaços dos Sacos Aéreos, teremos que ter o cuidado para não magoar, porque pode trazer graves problemas para o Pombo em termos futuros. Por vezes basta que alguns Germens Patogénicos penetrem por esse ou esses orifícios feitos pela agulha entre a Pena e a Pele e contaminar o mesmo Pombo. Se estes Germens Patogénicos provocarem a formação de pus ou fazer outra infecção nos Sacos Aéreos, ou de outros Órgãos do sistema Respiratório, assim terá como resultado a diminuição na capacidade Respiratória e Cardiovascular do próprio Pombo, o que pode provocar a morte num curto espaço de tempo.

Por vezes o Columbófilo fica perplexo ao pegar no Pombo porque sente pequenas saliências na pele, e esta um pouco seca e enrugada, mas tudo isto será normal, apenas uma questão de hábito e de tempo mas ao acontecer uma situação destas, terá que haver o cuidado de apertar lentamente o corpo do Pombo para que algum AR possa sair, para que o Pombo possa voltar ao normal, ou então indo picando as partes ainda mais dilatadas mas com muito cuidado.

Por todos estes casos citados será sempre bom fazer uma recuperação Energética a estes Pombos lesados com VIT – AMINO LAMONS, excelente Vitamina de recuperação, e fazer pelo menos durante quinze dias na Ração, ao mesmo tempo, fazer também um Antibiótico de largo espectro tipo do ANTI – C.R.D - Super Plus, altamente bem composto, porque já contém a Broméxina para combater o Suco Muco lítico. Este medicamento tem dado resultados espectaculares nas doenças Respiratórias. Fazer também esta aplicação, nos mesmos quinze dias na água de bebida, para que a ou as Aves possam recuperar na totalidade deste ENFISEMA SUBCUTÂNEO.

DOSE: Vit - Amino Lamons: 2 ml por 1 kg de Ração, esta deve levar uma Levedura Pró e Prébiótica tipo ORGANEW para secar a Ração e fortalecer o Pombo, 1 colher de sopa no mesmo kg de Ração. Durante os 15 dias.

ANTI-C.R.D. super plus: 2  gr  por 1 litro de água – Mineral - durante os mesmos 15 dias.

Mais uma vez penso ter enriquecido o conhecimento geral das Doenças do Pombo Correio a todos Columbófilos, mas em especial para os mais Jovens.

Autor: Alexandre Pedro
Técnico e especialista em columbofilia


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
MARTÍN
Administrador
Administrador


Masculino BRASIL
Mensagens : 3100
Pontos : 4640
Idade : 38
CLUBE : KC 286 - SORB
CIDADE/CITY : S. J. do Rio Preto
ESTADO/PROVÍNCIA : São Paulo

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/universocriadouro/ https://www.facebook.com/criadouro.universo https://twitter.com/udoscanarios https://pinterest.com/universocanario/ fabio-martin@hotmail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso O Enfisema subcutâneo

Mensagem por DAVI COUTINHO em Sab 08 Nov 2014, 20:39

Boa noite amigos do Universo dos Canários!

Muito interessante esta matéria, porque o enfisema pulmonar afeta também canários e ouros pássaros de gaiola.
Esta doença consiste na diminuição progressiva da capacidade pulmonar do pássaro acometido por várias patógenos, dentre os mais frequentes nos criadouros estão os ácaros, fungos e leveduras.

O comprometimento pulmonar se dá porque cada vez que o canário pega uma infecção pulmonar grave, seja por ácaro ou qualquer outro patógeno, mesmo sendo tratado, parte dos seus pulmões vão endurecendo, isto é, perdendo a capacidade de inflar e esvaziar com eficiência; Desta forma se as infecções forem recorrentes, com o passar do tempo o pássaro terá seus pulmões totalmente endurecidos, vindo a morrer por falta de oxigenação do sangue devido a insuficiência pulmonar.

Por isto é importante cuidar da sanidade do criadouros, evitando criar pássaros em locais úmidos, mal ventilados e com pouca iluminação, onde há fácil proliferação de ácaros fungos e leveduras que comprometem a qualidade do ar que os pássaros dispõe para respirar.

Um abraço a todos;
Davi. 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
DAVI COUTINHO
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 1157
Pontos : 1356
Idade : 63
CIDADE/CITY : São Paulo
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum