ENTREVISTA - TITO COSTA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Botão em Curso ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por CRIADOURO GOUVEIA em Qui 18 Fev 2016, 10:29

PRIMEIRAMENTE GOSTARIA DE AGRADECER AO AMIGO TITO COSTA PELA ATENÇÃO E DEDICAÇÃO EM RESPONDER ESSE PEQUENA ENTREVISTA QUE SERÁ DE GRANDE VALIA PARA MUITOS MEMBROS DESSE FÓRUM , VISTO QUE TRATA-SE DE UM CRIADOR EM DESTAQUE NA ORNITOLOGIA BRASILEIRA . ESPERO QUE APROVEITEM ....
 
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Tito Costa
FÓRUM  ) Tito , conte-nos um pouco a respeito de sua pessoa,  faça uma breve apresentação para quem ainda não o conhece .


TITO: Sou conhecido no meio como Prof. Tito em alusão a minha profissão a qual sou Professor Ms na Seeduc/RJ. Casado com três filhos, nordestino morador de Duque de Caxias, RJ.
FÓRUM  ) Como surgiu o canaricultor  “Tito” ? Conte-nos a respeito do seu primeiro contato com as aves e como surgiu essa vontade de se tornar criador .


TITO: Posso responder dizendo que foram vários momentos significativos. Primeiro com meu avô materno que criava pássaros, depois acompanhando meu pai com sua criação de canários de cor e seu desejo de fazer um campeão no Rio de Janeiro. Mas como canaricultor,  tive dois momentos marcantes: Certa vez visitando a 3C clube de canários aqui do Rio de Janeiro, deparei-me com uma exposição onde um dos julgadores era o General José Luiz de Castro Silva, fiquei na plateia até ele perguntar quem gostaria de acompanha-lo para aprender, me lembro de ter sido o único a levantar o braço. Foi magico aquelas primeiras lições e de seu comentário no final, ao meu respeito, de que deveria levar o hobby a sério, poucos tinham olhado o Lizard como eu o havia feito (não sei ao certo, acredito que não tinha mais de cinco exemplares desta raça). Depois a convite do amigo e mestre Alvaro Blasina entrei para o Rio Ornitológico, clube onde conheci pessoas importantes na minha formação como Luiz Fernando e Reis, que dentro da filosofia do clube, eu deveria escolher uma raça para criar e representar o clube, me indicaram o Lizard e assim apaixonadamente comecei, como um desafio,  a minha peregrinação rumo a formação de plantel, que na época era muito dificultoso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Canaril Dizaion - Tito
FÓRUM  ) Qual é a estrutura atual do seu canaril ? (Quantos casais , raças de atuação , dimensões , instalações )


TITO: Muito pequena e nos limites em que eu mesmo possa cuidar. Ocupo um espaço de 3x12 acoplado a minha residência, onde criei em 2015 com 35 casais de Lizard, 12 de Scoth Fancy e 5 de Bossu Belga. Vejam bem, sou criador de Lizard, crio outras raçaspara colaborar com o clube e pelo prazer de estuda-las.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Tito Costa e seus campeões
FÓRUM  ) Canaricultura de competição . Conte-nos o porquê de participar, quais as conquista durante sua trajetória e onde desejas chegar .


TITO: Relutei um pouco a iniciar-me em competições apesar de visitar os grandes campeonatos. A partir do momento que amigos do clube visitaram meu canaril e avaliaram que eu já tinha condições de representar bem o clube ousei participar do Campeonato Brasileiro, onde só tive alegrias conquistando quase todos os títulos almejados, inclusive o vice campeão de eficiência que é muito dificil e de altíssimo nível. Não tenho pretensões individuais, mas gostaria muito de ver o Lizard como uma raça mais respeitada, com melhor qualidade, maior numero de campeões e um fraterno grupo de criadores compartilhando saberes e planteis.
 
FÓRUM  ) Manejo sanitário , quais medidas adota para manter seu plantel saudável e produtivo ?


TITO: A Canaricultura reflete a vida onde vivo a dicotomia de intuição e ciência, paixão e razão. Portanto sigo algumas das velhas manias de meu pai, como observar a natureza, épocas de chuvas, flor de algumas plantas, etc. Porém faço um rigoroso acompanhamento veterinário com exames frequentes e controle higiênico. Acredito que a qualidade da alimentação influencie bastante na saúde de um plantel. No momento estou iniciando um manejo, com os adultos, que aprendi com os europeus do norte voltado para a etologia dos canários. Ele tem me demonstrado alguns apontamentos positivos.

FÓRUM  ) Qual a prevenção que fazes contra parasitas externos ?



TITO: Controle por exames e rígida avaliação com quarentena aos que chegam para integrar o plantel. Higiene é fundamental com produtos corretos, instalações adequadas para renovação de ar e entrada de luz ajudam a manter o plantel saudável sem surpresas e 
perdas significativas.

FÓRUM  ) Com a crise que assola o Brasil nesse último ano , houve algum impacto direto na sua criação / manejo ?  Quais ?



TITO: A crise atual no Brasil é política, pois a crise econômica iniciada a partir dos EUA em 2006, causou ressonância no mundo inteiro, mas no Brasil ela não teve força suficiente de interferir diretamente no exercício de meu hobby. Escutei vários criadores queixarem-se da queda nas vendas, mas confesso que não fui atingido senão pelo cancelamento de viagens ao exterior devido a relativa desvalorização de nossa moeda perante o dólar estadunidense.
 
FÓRUM  ) Como se faz o processo de seleção genética em seu canaril ? Qual técnica que utilizas para a melhora do seu plantel ? 


TITO: Esta é a base para todo criador que queira permanecer na atividade, seleção genética. Eu busco trabalhar por linhagens, e dentro delas, seleciono na prole aqueles exemplares que apresentam micro mutações que o aproximam daquilo que tenho em mente como a máxima expressão da raça. Hoje possuo três linhagens bem consolidadas e homogêneas e a entrada de indivíduos de fora do grupo para ocorrer precisa ser realmente com características somativas.
 
FÓRUM  ) Sua especialidade se tornou a raça Lizard , como a conheceu ? Quem o influenciou ou se tornou a sua referencia e o porquê dessa raça ?

TITO:
Já disse antes, o General tem uma parcela de “culpa” eu lá sabia o que era Canário Lizard? mas naquele momento ele me disse que eu tinha olho para aquele bicho. Anos depois, por sugestão do Reis e Luiz Fernando e sob a orientação de Alvaro Blasina, iniciei minha apaixonante trajetória com esta maravilhosa e desafiadora raça de canários. Não sei explicar o que tanto essa raça me fascina e apaixona. Quando me refiro e lido com ela tiro forças, recursos e ideias que não, se não do divino, sei de onde vem.
 
 [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


FÓRUM  ) Você foi o fundador da Comunidade Lizard no extinto Orkut . Qual era a sua intenção com essa comunidade ? Seus objetivos foram alcançados ?


TITO:  No final dos anos 90 a participação do Lizard no Brasil era pífia e limitava-se a raros criadores com exemplares medianos. Já aos anos 2000 a coisa melhorou um pouco, mas a dificuldade de encontrar bons exemplares para formar ou melhorar plantel era muito rara. Todos os nossos contatos ocorriam por telefone, cartas e fotografias e o custo disso limitava muito. Com o aparecimento do Orkut, determinadas barreiras foram suprimidas e a comunicação aproximou muitas pessoas. Criei então um espaço para que os interessados pela raça pudesse se encontrar e permutar conhecimentos. Para minha surpresa ela agregou muita gente, chegamos a mais de duas mil pessoas comunitárias. Contamos, ainda, com auxilio de ícones mundiais da raça. Lembro-me bem dos sorteios de exemplares que organizei para atrair novos criadores, perdi a conta de quantos bichos doamos e lembro-me muito bem da festa que fizemos em Itatiba, acho que 2007 ou 2008 quando conseguimos, pela primeira vez, colocar mais de cem exemplares no brasileiro. Era duro fazer algum campeão naquela época. Foi muito importante a participação de pessoas como Carlos Lima de Portugal, João Basile, Alvaro Blasina, Carlito Lemo e o nosso “mestre” lizardino na época Sr Mauro Sampietri de Curitiba, PR. Temos hoje grandes criadores da raça que iniciaram a partir daquela comunidade.

FÓRUM  ) Existe alguma alimentação especial ou aditivo , no que se refere a raça Lizard , para obter máxima oxidação e maior pureza de lipocromo ?



TITO:  Diria que genética é a base de potencialidade de tudo na criação do Lizard, tendo o sol como principal aliado para uma melhor oxidação. Na Europa adicionam diversas “coisas” na alimentação para potencializar as características do Lizard, principalmente no escurecimento das partes corneas. No Brasil não temos esses produtos e a importação, além de dificultosa, é muito cara. A empresa Megazoo, está junto comigo, desenvolvendo um produto que agrega diversas dessas ideias ematerias primas europeias onde acredito que muito em breve, após conclusão dos testes, será lançado a venda no mercado e esta questão estará resolvida no Brasil. Quanto ao lipocromo, uso cantaxatina aos de fator vermelho e já usei, com pouco resultado Spirulina e Luteina para os sem fator vermelho.

FÓRUM  ) Considerando a raça Lizard . Quais os pontos positivos e pontos negativos das aves nacionais perante as do continente Europeu .

TITO:  
Primeiro gostaria de elogiar a divisão de classe e série no Brasil que contempla 15 categorias, isso não ocorre em mais nenhum outro lugar. Segundo que nossa raça é de origem  europeia. Aacontece que durante anos perdemos esse elo com o velho continente, onde por lá a raça evoluiu e aqui ficamos na mesmice. Hoje a realidade é outra, temos exemplares a nível de competições em qualquer campeonato mundo a fora. Diversos foram os criadores que investiram na raça, outros chegaram com visão empreendedora, as comunicações evoluíram, tudo isso contribuindo para um desenvolvimento da raça por aqui. De negativo ainda encontramos resistência quanto a uma unificação na interpretação de julgamentos. A raça precisa ser olhada com outros olhos, e não, cegamente por um manual desatualizado e permissivo a dúbias interpretações, o que muito tristemente, separa os dois continentes e acelera o aparte entre criadores e campeonatos. Hoje temos a felicidade em que alguns juízes conhecem e julgam bem a raça, outros erram cegamente seguindo sua interpretação pessoal daquilo que está transcrito no manual de julgamento, o qual, nós criadores acreditamos não mais atender a realidade da raça. Hoje a raça, no Brasil, é outra! No último Campeonato Brasileiro, os criadores de Lizards, se reuniram com  a cúpula da FOB/OBJO, após receber todas as negativas possíveis e sermos convidados a colecionar chapinhas (alusão na paulistana aos canários sem raça definida), para solicitar uma atualização do manual e até o presente momento, fevereiro de 2016, fomos totalmente ignorados. Se tiver ocorrendo alguma mudança está na obscuridade daqueles que temem a representatividade ou ideias agregadoras externas ao seu estamento.  
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Juiz português Carlos Lima e juiz brasileiro Wladimir
FÓRUM  ) Bem sabemos que existem grandes diferenças no julgamento de canários em concursos europeus e em concursos nacionais , essa vinda de um juiz português para auxílio no julgamento dos Lizards a seu ver foi benéfico à raça/ criador ? Explique a sua resposta .


TITO:  Inquestionavelmente um divisor de águas para a raça Lizard. Basta vermos o quantitativo e as pontuações antes e depois da atuação do juiz e criador português Sr Carlos Almeida Lima. A diferença de julgamento é total, evidenciou-se a lacuna entre os continentes, nós criadores nos movimentamos muito rapidamente, buscamos, quixotescamente, novos saberes e olhares sobre a raça, o que não ocorreu oficialmente aos julgadores. Veja bem, não estou falando em má fé ou debilidade técnica, estou afirmando a diferença que recai sobre um plantel feito por quem conhece a raça e por quem a memorizou de um manual desatualizado permitindo diversas interpretações. O Brasil perdeu grande oportunidade pedagógica de evolução, seja aos criadores, seja para com nossos respeitáveis juízes.  Vou exemplificar um fato: No CB de 2015, enquanto o Sr Carlos Lima julgava a raça Arlequim português, a série foi parada, diversos juízes se aproximaram do Lima, uma reunião ali se fez, o velho juiz apresentou desenhos, movimentou gaiolas, respondeu perguntas. Imediatamente o grande contingente de criadores que assistia aos julgamentos de porte começaram a gritar e aplaudir freneticamente ao som de enfim estão aprendendo. Momentos depois fui me informar com uma grande autoridade sobre o ocorrido e ele se referiu aos criadores como um monte de babacas que aplaudiram aquilo que não sabia o que estava acontecendo, o assunto era outro. Ou seja, tem muita resistência ao aprendizado e a voz do criador e seus anseios não chegam onde deveriam chegar por quem deveria lhes representar. Gostaria muito de ve-lo, ou outro europeu, não somente o Lizard mais outras raças, mas acredito que teremos muitas resistências.
 
 FÓRUM  ) Arranque de penas a fim de adequar o fenótipo do canário ao padrão ( acerto de cúpula/ retirada de pena despigmentada etc ). Fraude ou um simples preparo , deixe a sua opinião .



TITO:  Toda raça de canários de porte ou cor são preparadas para concursos, seja um simples banho, seja retirada de penas quebradas. O que não podemos admitir é a má fé burlar as regras, o criar vantagem desonesta em busca de vitória. Isso a FOB/OBJO já faz com competência e vem punindo com rigor, apesar do caráter pedagógico disso não está sendo devidamente aproveitado e punições politicas ocorrerem por diversas ocasiões.

FÓRUM  ) Como o senhor ver a FOB e sua atuação?



TITO:  A FOB é uma federação de clubes e atua magnificamente bem na centralização das atividades da Canaricultura brasileira. Nossa sede é única no mundo, um legado de homens sonhadores. Por longos anos o Beraldi comandou de maneira totalitária a federação com muita competência, honestidade, empreendedorismo e muita visão de futuro. Ele morreu e muito me preocupo em sua sucessão, temos muita gente boa querendo produzir e inertes diante de uma estrutura blindada feita para usufruto de uma oligarquia que se estabilizou em zona de conforto e temem qualquer mobilidade que o afaste de seu estamento. Acredito muito na boa vontade daqueles que hoje estão no nosso comando, que os ventos da representatividade chegue até lá, que o criador tenha voz, que a atividade se expanda, que a federação não se desintegre em diversas outras federações e associações, ela deve muito a ornitologia. Não me surpreenderei se outra federação se fortalecer, se os criadores de psitacidios se desmembrarem, se os exóticos não criarem outras associações, pois apesar de ornitológica, nossa amada FOB não atende, por exemplo, com a mesma competência criadores de silvestres. Gostaria muito de ver mais pessoas se doando a FOB, ela é muito importante para o Brasil e para o mundo, todos deveriam apoia-la aos seus novos gestores.
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

FÓRUM  ) Como é a Canaricultura de porte no Brasil e o que o senhor acha que deveria ser feito para melhorar esse seguimento a ponto se igualar a Europa?


TITO:  Eu diria que o seguimento de porte, hoje no Brasil, é órfão de uma liderança, uma representatividade, alguém com moral ética e competência técnica. Falta um elo de ligação entre criadores e FOB/OBJO. Hoje qualquer criador que queira investir, participar, compartilhar ideias, rapidamente aciona-se um alarde e ele se torna persona no grata, além de ser convidado a colecionar chapinhas. Isso é muito ruim, pois, o nosso seguimento vem crescendo assustadoramente, não apenas em números mas também em qualidade, os investimentos estão cada vez maiores, o nível técnico de criadores eleva-se consideravelmente, e de maneira autônoma, auto-somativa, não institucional ou sob liderança motivadora por parte da FOB. Devemos louvar a tarefa e trabalho de nossos juízes de porte, muitos de mente aberta, aproveita os julgamentos para dialogar com os criadores mais especializados nas raças. Os cursos da FOB são insuficientes, não me lembro de quanto tempo faz que não se tem uma reunião técnica, com ata assinada, sob o Lizard, não sei como vem sendo adaptadas ao Brasil as mudanças nas outras raças.  Muitas raças criadas aqui no Brasil já tem fenótipo diferente dos da Europa, isso é um distanciamento prejudicial que algumas pessoas, erroneamente ou por incompetência, ver como qualidade nossa. Deveríamos ligar o alarme, toda vez que uma raça se distanciar-se do padrão europeu. Infelizmente, a nossa FOB, renegou o seguimento de porte por muito tempo enquanto elevamos  o segmento de cor como de primeiro mundo.


FÓRUM  ) Como criador está contente com o modelo de organização do campeonato brasileiro ? Quais pontos positivos e quais sugestões têm para melhorar ?



TITO:  Sim nosso campeonato, suas dimensões e organização é digno dos maiores louvores possiveis. Um evento gigantesco, concentrado em poucos dias, uma enorme quantidade de canários não haver sequer denuncia de corrupção. Isso é um feito de muita competência!!! Critico muito o distanciamento entre Federação, juízes e criadores. O brasileiro deveria ser melhor aproveitado pedagogicamente e comercialmente.



FÓRUM  ) Deixe um recado para aquele que deseja se tornar um canaricultor voltado a competição/melhora genética . 


TITO:  Que todo iniciante comece com muita cautela, visite o maior numero possível de criadores, não economize na aquisição de matrizes, se aproxime e aprenda com nossos juízes, leia muito e crie bastante até formar mentalmente o seu canário ideal e enfim dedicar-se por uma vida inteira a esse objetivo.

FÓRUM  ) Considerações finais.



TITO:  Agradeço de coração o convite, peço desculpas pelo meu olhar critico sobre a nossa atividade, e isso na cultura política do Brasil afasta mais que agrega quem tem poder. Que Deus ilumine o caminhar de cada um de vocês e que muito em breve essa maravilhosa raça de canários esteja em seu devido lugar, com seu devido respeito e tendo o Brasil como uma de suas referencias.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Encontro Lizardino Brasileiro 2015


Última edição por CRIADOURO GOUVEIA em Qui 18 Fev 2016, 11:21, editado 5 vez(es)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
CRIADOURO GOUVEIA
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 983
Pontos : 1156
Idade : 38
CLUBE : CCCC / RCSP
CIDADE/CITY : SÃO PAULO
ESTADO/PROVÍNCIA : SÃO PAULO

Ver perfil do usuário http://www.criadourogouveia.no.comunidades.net/ https://www.facebook.com/criadourogouveia.sandro SANDROGOU@HOTMAIL.COM sandrocriadourogouveia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por Francisco C. Bom em Qui 18 Fev 2016, 15:25

Olá amigos.

Ótima entrevista, parabéns ao Sandro pela entrevista e ao Prof. Tito por nos conceder um pouco do sus história e seu conhecimento como grande criador de canários que é.

abraço
avatar
Francisco C. Bom
EX-MODERADOR
EX-MODERADOR


Masculino BRASIL
Mensagens : 1799
Pontos : 2139
Idade : 63
CLUBE : COCAD
CIDADE/CITY : Santo André
ESTADO/PROVÍNCIA : São Paulo

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/francisco.c.bom

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por Diego_ em Qui 18 Fev 2016, 17:55

Boa tarde Sandro,

Muito boa a entrevista,  o Lizard é realmente muito bonito e singular.

Abraço.
avatar
Diego_
Membro do Fórum
Membro do Fórum


Masculino BRASIL
Mensagens : 168
Pontos : 209
Idade : 32
CIDADE/CITY : Colombo
ESTADO/PROVÍNCIA : Paraná

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por DAVI COUTINHO em Sex 19 Fev 2016, 00:51

Boa noite amigos do Universo dos Canários!

Caro Prof. Tito, agradeço por compartilhar aqui em nosso fórum um pouco da sua experiência na criação de canários, especialmente a raça LIZARD  da qual, sem dúvida, faz jus ao título de professor. Parabéns pela transparência e sinceridade com a qual aborda temas relevantes que afetam o universo da ornitologia brasileira, comparando-a com grande lucidez ao que ocorre na Europa, berço mundial e primevo da ornitologia sistemática.

Claro que não há o que elucidar ou acrescentar às suas colocações, principalmente porque não as vemos infectadas pelo irracional, ou por sentimentos mesquinhos, mas propositivas e proveitosas à qualquer ornitófilo ou ornitólogo interessado em contribuir para a evolução das várias raças do canário doméstico, e o bom andamento da criação e exposição de pássaros em nosso país.

Entretanto quero ressaltar algumas expressões colocadas sob medida no contexto da criação com vistas ao aperfeiçoamento das raças a nível da FOB: "Muita resistência ao aprendizado e a voz do criador, e seus anseios não chegam onde deveriam chegar por quem deveria lhes representar". Na minha opinião esse é um vício do sistema, que deveria ter uma representação tripartite, isto é, um conselho deliberativo, ou algo parecido; formado por um terço de dirigentes eleitos pela FOB, um terço de presidentes de clube eleitos entre si, e um terço de criadores representante de cada segmento; isto ao meu ver não resolveria tudo, mas melhoraria bastante a representatividade e evitaria que um grupo de criadores interessados na melhoria da raça que criam, fossem desrespeitosamente, aconselhados a colecionar chapinhas (pé duros).
Mas meu caro Tito, esta outra colocação sua responde parcialmente a questão anterior: "Muita gente boa inerte diante de uma estrutura blindada feita para usufruto de uma oligarquia". Creio que o ex presidente da FOB, assim como todos mandatários mundo afora, que fazem opção pela facilidade de uma administração totalitária, o fazem cheios de boas intenções, mas esquecem de uma frase dita e repetida por muitos há muito tempo: "Os homens passam e as instituições ficam". Por isto eu também repito o que já foi dito; a democracia, mesmo que utópica, é o pior sistema de governo, mas ainda não inventaram outro melhor.

Que o Senhor Deus ilumine os novos dirigentes da nossa Federação Ornitológica Brasileira, "que os ventos da representatividade chegue até lá, que o criador tenha voz e a Federação não se desintegre"; para o bem de todos abnegados criadores, que por puro amor aos seus pássaros, dedicaram e ainda dedicam tempo e recursos preciosos, para que a grande festa da ornitofilia nacional continue acontecendo todos os anos em Itatiba.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
DAVI COUTINHO
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 1173
Pontos : 1372
Idade : 63
CIDADE/CITY : São Paulo
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por José Carlos Pereira em Dom 21 Fev 2016, 10:56

Caro Gouveia.

Boa entrevista, meus parabéns. Gostaria de focar duas partes.

1- Concordo plenamente que toda entidade, seja ela qual for, deve priorizar os interesses da maioria e dar oportunidades iguais a todos os seus segmentos. Apesar de reconhecer o belo trabalho das diretorias da FOB, noto que há segmentos, como o dos criadores de canários para canto, que não encontram oportunidades que gostariam para o desenvolvimento da criação. Convivi dezenas de anos com entidades, cheguei a ajudar fundar algumas, e, em praticamente todas, esses vícios acabam aparecendo.
Lembro que um dos maiores problemas encontrados na nossa sociedade pastoreira foi conter pessoas que procuravam nomear seus canis de maneira a provocar semelhanças com o nome da sociedade (no caso, núcleo), aproveitando, assim, do bom nome da entidade no meio. Por sorte o Kennel e a SV protegem contra isso. Enfim, é lutar para que as reivindicações se tornem realidades. Por experiências próprias sei que, se não houver união em torno de propostas factíveis, claras, bem focadas, evitando ser muito diversificadas, pouco será conseguido.

2- Não sou favorável à FOB focar também  a criação das aves ditas silvestres (nativas). Seria tentar abraçar o mundo e isso nunca deu certo em qualquer setor da atividade humana. E é briga de cegos, com foices e no escuro.Convivo nesse meio e já passei por etapas várias e sei muito bem das dificuldades. Hoje, número apreciável de criadores de silvestres migram para a criação de Serinus, psitacídeos e exóticos porque não suportam as legislações que punem o criador e facilitam a vida da bandidagem. Vou citar um caso dessa legislação absurda. Amigo tem cinco anilhas que não foram usadas e, como não irá mais criar, pretende devolver ao Ibama. As anilhas estão vinculadas (obrigatório) a uma fêmea que não pode ser transferida para outro criador por caso desse vínculo. Pois bem, terá que fazer uma declaração dizendo que as anilhas não foram violadas (como se alguém fosse entregar anilhas violadas mostrando uma burrice sem tamanho), telefonar para a SEMA, em SP, agendar data para ser atendido em Taubaté e viajar quase 300 km, ida e volta, para entregar as anilhas. Isso porque é honesto. Não pode ser feita pelos Correios. Se fosse desonesto, bastaria ir ao mato, achar um ninho com filhotes, anilhar os mesmos e colocá-los na sua relação; ou poderia vender as anilhas e, nascidos os filhotes no comprador, "transferir" os mesmos para a relação dele, ficando tudo ok para a legislação idiota. Creio que seria uma roubada danada para a FOB assumir mais essas obrigações quando, pelo que se vê, já tem problemas demais para atender todos os segmentos. E mais, se um criador de silvestres e Serinus, por exemplo, for fiscalizado e autuado porque não colocou uma plaquinha que identifique a espécie do silvestre contido na gaiola (existe isso na legislação, amigos...), certamente o fiscal pelo menos tentará multar todos os pássaros dos planteis de Serinus e silvestres. Já aconteceu isso.


avatar
José Carlos Pereira
Membro do Fórum
Membro do Fórum


Masculino BRASIL
Mensagens : 230
Pontos : 264
Idade : 77
CIDADE/CITY : Cruzeiro
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por CRIADOURO GOUVEIA em Sab 27 Fev 2016, 11:29

ESTRANHO , O QUE ERA PRA SER UMA ENTREVISTA PARA SER LIDA ACABOU SENDO UM TÓPICO DE DISCUSSÃO BEM INTERESSANTE .
E NÃO LEVEM COMO CRÍTICA, ISSO MOSTRA COMO TEMOS MEMBROS CAPAZES DE LER UMA EXCELENTE ENTREVISTA FEITO COM O AMIGO TITO COSTA E AINDA ARGUMENTAR E EXPOR A OPINIÃO , QUE AO MEU VER ENGRANDECE AINDA MAIS ESSE TÓPICO E NOS MOSTRA VISÕES DIFERENTES , TODAS FUNDAMENTADAS E EXPLÍCITAS . 
 

REALMENTE UMA EXCELENTE ENTREVISTA QUE NOS FAZ REFLETIR E PENSAR SOBRE ALGUMAS VERDADES ......


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
CRIADOURO GOUVEIA
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 983
Pontos : 1156
Idade : 38
CLUBE : CCCC / RCSP
CIDADE/CITY : SÃO PAULO
ESTADO/PROVÍNCIA : SÃO PAULO

Ver perfil do usuário http://www.criadourogouveia.no.comunidades.net/ https://www.facebook.com/criadourogouveia.sandro SANDROGOU@HOTMAIL.COM sandrocriadourogouveia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por José Carlos Pereira em Sab 27 Fev 2016, 12:19

Isso mesmo, caro Gouveia. Se uma entrevista for somente lida, sem comentários, concordantes ou discordantes, se torna uma página morta. E a entrevista do prof. Tito propiciou comentários, mostrando ser página viva. Mais uma vez, meus parabéns.
avatar
José Carlos Pereira
Membro do Fórum
Membro do Fórum


Masculino BRASIL
Mensagens : 230
Pontos : 264
Idade : 77
CIDADE/CITY : Cruzeiro
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso ENTREVISTA - TITO COSTA

Mensagem por DAVI COUTINHO em Sex 04 Mar 2016, 19:56

Boa noite amigos do Universo dos canários!

Além de uma exposição leve e didática, temos nesta entrevista, um texto que retrata aspectos importantes para criadores iniciantes, mas também traz bom conteúdo para os mais experientes na criação de canários. Sem contar que a raça Lizard hoje se apresenta como uma boa opção para quem pretende dedicar-se a uma raça diferenciada e pouco criada no país.

Obrigado Prof. Tito pela entrevista;
Abraço.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
DAVI COUTINHO
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 1173
Pontos : 1372
Idade : 63
CIDADE/CITY : São Paulo
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum